Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Indian Summer

Dias tristes

Das coisas que mais me aterroriza, "perder" alguém que me é próximo é uma delas. Uma pessoa que viva e conviva com outra durante décadas e que de repente se vê sem ela, por "obra do destino", deixa-me de rastos.

Infelizmente, conheço casos assim e um deles é bem recente. Embora não seja familiar, afeta-me, visto que conheço as pessoas em causa.

Pensar no facto que a pessoa que cá fica (estas que são as que sofrem mais) tem de voltar a casa, onde estão memórias e onde viveu durante tanto tempo com a outra, onde encontrou um lar e onde se sente em casa, neste momento é impossível sentir-se da mesma forma, porque falta uma peça no puzzle. Peça essa que nunca voltará a encaixar-se, porque simplesmente a "tiraram" de onde pertencia. O pior é que ao início, não se dá conta, não nos apercebemos realmente do que aconteceu; a consciência chega mais tarde, e quanto aterra, é como cair o mundo em cima de uma pessoa. Arrepia-me imaginar o que é passar por algo assim, não consigo nem quero experienciar isto, por mais possível que seja, mas penso mesmo que não sou capaz de aguentar tal coisa.

 

A quem passou, passa ou terá de passar por isto, desejo muita força e que consigam ultrapassar esta dor, que é tão forte, e tão indescritível.

 

*~*~*

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub